A metodologia Montessoriana foi criada pela renomada pedagoga Italiana, Maria Montessori. Dentre os princípios básicos, defendidos pela educadora, estão o respeito às diferenças individuais de cada aluno e a possibilidade da criança escolher suas atividades. Dessa forma, os pequenos criam, naturalmente, uma consciência sobre si mesmos e sobre sua própria educação.

O professor, tanto da Educação Infantil quanto do Ensino Fundamental, se posiciona como observador, interferindo no trabralho da criança apenas quando é solicitado ou percebe alguma dificuldade.

Outro diferencial do método é estimular o aprendizado por meio de atividades práticas. O material Montessoriano foi desenvolvido para possiblitar esse “vivenciar” do conhecimento. Ao longo do ano, o estudante participa ainda de uma série de visitas de campo e projetos pedagógicos como: “Cozinha Experimental”, “Projeto Leitura”, “Professor por um Dia”, “Manhã Esportiva” e vários outros.

Para garantir a excelência no ensino, nossos educadores encontraram a receita exata para aliar a tradição da Metodologia Montessoriana às novas tecnologias. Conectada a essa ideia, a escola investe em laboratórios de informática e ciências equipados com o que há de mais moderno no mercado.

O respeito a Deus, ao próximo e à natureza também é ensinado o tempo todo. Dentro do compromisso de ultrapassar as barreiras da teoria, a instituição possui um lindo zoológico onde os alunos têm contato com centenas de animais.

As quatro décadas de história da Escola Maria Montessori mostram que estamos no caminho certo. Acreditamos que a missão de educar vai muito além de ter alunos com boas notas. Trabalhamos incansavelmente, também, para formar cidadãos éticos, preparados para os desafios da vida e cientes do seu papel na sociedade.
 

Biografia Maria Montessori


Maria Montessori é, sem dúvida, a mais alta representante feminina da pedagogia moderna.

Nasceu em 31 de agosto de 1870, em Chiaravalle, Itália. Por motivos ideológicos (defensora da paz e liberdade) deixou a Itália em 1936 e estabeleceu-se na Holanda, onde faleceu em 1952, aos 81 anos.

O Método Montessoriano oportuniza ao educando a consciência de si mesmo, da sua própria vida, dos outros, do mundo e de Deus. Nele o educando é educador de si mesmo, tendo a possibilidade de escolher o seu trabalho, de se mover por conta própria, de se tornar responsável pelo seu progresso e crescimento. Pelo método, o educando caminha para a independência e liberdade, numa atitude autodirigida.