Untitled-2

Sabe aquele segundo de distração? Momento em que você não presta atenção no que está fazendo? É justamente aí que mora o perigo. Acidentes de trânsito e, também, domésticos podem ser evitados com um pouco mais de cuidado no dia a dia. Isso, os alunos da Escola Maria Montessori sabem muito bem.

Parte desse conhecimento é passado em sala de aula. Para complementar as lições, os alunos do 5º ano ainda participam, todo ano, de uma visita a uma das nove unidades do hospital Sarah Kubitschek, espalhadas pelo país. Neste caso, no Lago Norte, Brasília-DF.  

O trabalho, realizado com os turnos da manhã e da tarde, é acompanhado de perto pelas professoras. A Cristina Magalhães conhece bem o projeto desde o início, há 12 anos. "No Sarah, os alunos notam como vários pacientes acabaram se machucando. O maior objetivo é conscientizar que o melhor caminho para se manter saudável é a prevenção. O uso do cinto de segurança, por exemplo, não evita o acidente, mas poupa as vítimas de traumas maiores".

No roteiro, as crianças assistem a uma palestra no auditório e, depois, conhecem parte das amplas instalações do hospital, referência mundial quando o assunto é realibiliação. Só para você ter uma ideia, os profissionais de lá realizaram, no ano passado, 14.231.885 atendimentos.

 

Untitled-1

 

"Os alunos aprendem que uma simples queda na cozinha pode gerar paraplegia. No entanto, como as armadilhas estão em todos os lugares, o Sarah sempre atualiza o conteúdo. Desta vez, o novo tema abordado foi o uso do celular ao volante, um risco gigante para os motoristas e para quem está ao redor deles", destacou a professora Mirele Braz.

O mais legal é que esse conhecimento pode ser compartilhado com a família, com os amigos e, assim, todos ficam todos ligados!